"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

sábado, 8 de janeiro de 2011

A CURA DO CEGO DE NASCENÇA

João 9.1-11
E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença.
E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?
Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.
Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.
Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.
Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego.
E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.
Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava?
Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu.
Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos?
Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi.
A cerca desta cura, ela não revela apenas uma cura física, mais do que isto ela revela o que Deus faz no homem para que este O veja, este homem não ficou vendo apenas mais ele se tornou um vidente, isto é, deu-lhe vista, ligando-o deste modo Àquele que o tornou capaz de ver.
O Senhor fez, com sua saliva, lodo da terra e aplicou-o nos olhos do cego de nascença. O homem era cego, mas passou a ver.
Este barro é a figura da humildade de Cristo na Sua humilhação terrestre e na sua humildade servil, apresentada aos olhos dos homens.
Indiretamente, a narrativa deste milagre fornece algumas informações sobre o sofrimento humano:
Ao ser questionado sobre a razão do sofrimento, Jesus negou que a cegueira do homem em questão tivesse algo a ver com seus atos passados ou com algum ato de seus pais. Ele deixou implícita a vontade governante de Deus que visa o bem final, sendo o sofrimento um de seus meios de operação.
“Convém( é necessário) que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.” João 9.4
Ao instar seus discípulos sobre a urgência de realizar a obra de Deus, Sua missão aqui na terra, Jesus identifica-os consigo mesmo ao dizer “façamos”. Jesus sabia que restava pouco tempo da graça (do dia), para realizar seu ministério, enquanto a noite significava o fim desse período.
O milagre fala do tema Jesus é a Luz do mundo. Além da visão física concedida, também o homem foi agraciado com a visão superior ou vivificação espiritual que conduz à vida eterna, ao reino da luz de Deus:
João 9.35-38
Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus?
Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?
E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.
Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou.
E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem vejam, e os que vêem sejam cegos.
Ele é a luz do mundo. Em sua graça, quando recebido por alguém, comunica o poder de ver essa luz (Cristo) e tudo o mais por Seu intermédio:
“Porque em ti está o manancial da vida; na tua luz veremos a luz.” Salmos 36.9
A Sua presença neste mundo faz o dia, porque Ele é a luz. Nós somos absolutamente cegos, não vemos nada. Somos cegos de nascença. Esta é a história da humanidade:
“Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;…” Efésios 4.18
O D. M. Lloyd – Jones diz que “o efeito mais desastroso que a queda produziu no homem foi em seu entendimento, ou seja, em sua mente, entenebrecendo lhe a faculdade e transformando-a em cegueira”
O homem na queda tornou-se alienado da vida de Deus por causa do pecado. Significa dizer entre outras que o homem ficou perturbado de mente, totalmente dominado, dependente da vida, doente mental, andando na vaidade da sua mente, foi cortado da verdadeira vida.
O homem em pecado não vive, ele existe. Somos por natureza,  corruptos e inclinados ao mal, ou melhor, somos totalmente devotados ao mal.o homem anda nas trevas sem saber para onde ir:
“Nas trevas andam às apalpadelas, sem terem luz, e os faz desatinar como ébrios.” Jó 12.25.
A terra envolta na escuridão, mas a palavra de Deus trouxe luz onde havia trevas:
“E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.”
“E disse Deus: Haja luz; e houve luz.” Gen 1.2-3
Deus homem esteve entre os homens para alumiar os que jaziam em trevas.
“Para iluminar aos que estão assentados em trevas e na sombra da morte; A fim de dirigir os nossos pés pelo caminho da paz.” Lucas 1.79
O homem quando exposto em sua presença, tem revelação do que realmente é.
Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz;
O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;
Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; Col. 1.12-14
“Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos” Salmos 34.5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pages