Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

sexta-feira, 22 de abril de 2011

A Páscoa

Páscoa (= Passagem) (Êxodo 12:1-36; Lucas 22:7-23) – Dia que o Senhor Deus determinou uma santa celebração, a fim de que o povo de Deus tivesse perpétua memória do livramento da morte pelo sangue e pela carne do cordeiro sacrificado.


  Os judeus celebram a Páscoa para relembrar o livramento da praga destruidora que veio sobre o Egito, quando todos os primogênitos de homens e animais foram mortos. Porém, nas casas dos judeus, que tinham o sangue do cordeiro sobre a porta e tinham comido da carne do cordeiro, nada aconteceu, pois Deus determinou que o destruidor passasse pelas casas marcadas com o sangue e nelas não entrasse.


  “E acontecerá que, quando vossos filhos vos disserem: Que culto é este? Então direis: Este é o sacrifício da páscoa ao SENHOR, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios, e livrou as nossas casas. Então o povo inclinou-se, e adorou.” (Êxodo 12:26-27)


  “Pela fé celebrou a páscoa e a aspersão do sangue, para que o destruidor dos primogênitos lhes não tocasse.” (Hebreus 11:28)


  Tudo aconteceu conforme Deus determinara a Seu servo Moisés:


  “E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem. E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão.” (Êxodo 12:7-8)


  “Chamou pois Moisés a todos os anciãos de Israel, e disse-lhes: Escolhei e tomai vós cordeiros para vossas famílias, e sacrificai a páscoa.” (Êxodo 12:21)


  “Então tomai um molho de hissopo, e molhai-o no sangue que estiver na bacia, e passai-o na verga da porta, e em ambas as ombreiras, do sangue que estiver na bacia; porém nenhum de vós saia da porta da sua casa até à manhã. Porque o SENHOR passará para ferir aos egípcios, porém quando vir o sangue na verga da porta, e em ambas as ombreiras, o SENHOR passará aquela porta, e não deixará o destruidor entrar em vossas casas, para vos ferir.
Portanto guardai isto por estatuto para vós, e para vossos filhos para sempre.” (Êxodo 12:22-24)


  À meia-noite, após a celebração, todos os primogênitos do Egito foram mortos pela praga, inclusive o filho do Faraó e de todos os animais. Naquela noite, ainda, o Faraó se rendeu e determinou a libertação do povo de Deus para que servissem ao SENHOR. Eles foram transportados daquele império, que os dominava em escravidão, para que servissem ao SENHOR em liberdade.


  “E aconteceu, à meia noite, que o SENHOR feriu a todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se sentava em seu trono, até ao primogênito do cativo que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais. E Faraó levantou-se de noite, ele e todos os seus servos, e todos os egípcios; e havia grande clamor no Egito, porque não havia casa em que não houvesse um morto.
Então chamou a Moisés e a Arão de noite, e disse: Levantai-vos, saí do meio do meu povo, tanto vós como os filhos de Israel; e ide, servi ao SENHOR, como tendes dito.” (Êxodo 12:29-31)


  Hoje, os cristãos também celebram a Páscoa, e por quê? O porquê é que o Senhor Jesus é o Cordeiro de Deus, que morreu por nós, durante o período da Páscoa dos judeus, cumprindo-a em si mesmo, derramando o sangue da nova aliança.


  “E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.” (João 2:13)


  “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (João 1:29)


  Abraão já O tinha anunciado, quando profetizou a respeito do holocauto de um único Filho:


  “E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam ambos juntos.” (Gênesis 22:8)


  O Senhor Jesus em pessoa, pouco antes de ser preso e de dar a vida por nós, celebrou a Páscoa, quando junto aos apóstolos participaram do pão, isto é, da sua carne e beberam do fruto da videira, ou seja, o Seu sangue, da nova aliança. Assim, a casa espiritual deles foi marcada com o sangue do Cordeiro e eles comeram da Sua carne.


  “E Judas Iscariotes, um dos doze, foi ter com os principais dos sacerdotes para lho entregar. E eles, ouvindo-o, folgaram, e prometeram dar-lhe dinheiro; e buscava como o entregaria em ocasião oportuna.
E, no primeiro dia dos pães ázimos, quando sacrificavam a páscoa, disseram-lhe os discípulos: Aonde queres que vamos fazer os preparativos para comer a páscoa? E enviou dois dos seus discípulos, e disse-lhes: Ide à cidade, e um homem, que leva um cântaro de água, vos encontrará; segui-o. E, onde quer que entrar, dizei ao senhor da casa: O Mestre diz: Onde está o aposento em que hei de comer a páscoa com os meus discípulos? E ele vos mostrará um grande cenáculo mobilado e preparado; preparai-a ali.
  E, saindo os seus discípulos, foram à cidade, e acharam como lhes tinha dito, e prepararam a páscoa. E, chegada a tarde, foi com os doze. E, quando estavam assentados a comer, disse Jesus: Em verdade vos digo que um de vós, que comigo come, há de trair-me. E eles começaram a entristecer-se e a dizer-lhe um após outro: Sou eu? E outro disse: Sou eu? Mas ele, respondendo, disse-lhes: É um dos doze, que põe comigo a mão no prato. Na verdade o Filho do homem vai, como dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para o tal homem não haver nascido.
  E, comendo eles, tomou Jesus pão e, abençoando-o, o partiu e deu-lho, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele. E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado. Em verdade vos digo que não beberei mais do fruto da vide, até àquele dia em que o beber, novo, no reino de Deus.” (Marcos 14:10-25)


  Jesus Cristo padeceu por nossos pecados na sexta-feira e ressuscitou ao terceiro dia (no domingo). E nós, cristãos, também celebramos a Páscoa (a Passagem), pois está escrito:


  “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.” (Colossenses 1:13-14)


  Portanto, celebremos a verdadeira Páscoa com entendimento.






  Evangelon - O Portal das Boas Novas
      Aqui se encontra alívio!
          www.evangelon.org

Um comentário:

  1. exclarecedor o texto, muito bom!
    VIM TE DESEJAR
    UM SALDAVEL!!!
    UM MARAVILHOSO!!!!
    UM ABENÇOADO!!!
    CHEIO DE MUITA PAZ!!!
    FELIZ PÁSCOA!!!
    ABRAÇOS, DIANA.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui!

Pages