Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

terça-feira, 5 de julho de 2011

O Ministério é Mais do que Pregação

Stuart Ollyot

O ministério consiste de mais do que pregação! Temos, também, de pastorear nosso  povo – todos eles!

A. Bases bíblicas

1) O que significa “pastorear”.
Dois versículos-chave são Atos 20.28 e 1 Pedro 5.2, que estão, ambos,  inseridos em mensagens diretas aos presbíteros. Temos de cuidar do rebanho.

2) Quem tem de ser pastoreado.
Todos os crentes (incluído você mesmo e seus colegas presbíteros) que o Supremo Pastor colocou sob seu cuidado. Todos!

3) Por que eles têm de ser pastoreados.
Cristo os comprou com seu próprio sangue e não tenciona abandoná-los e deixá-los sujeitos aos lobos. O ministério do pastor é o instrumento de Cristo para preservá-los e, assim, assegurá-los de sua salvação.

4) Como eles devem ser pastoreados.
Isto é revelado por prestar atenção diligente aos textos de Atos 20.17-38 e 1 Pedro 5.1-4.

B. Realização prática

1) Temos de saber quem é ovelha e quem não é.
Devemos ir além da confissão de fé deles. Avaliamos isso tão-somente por meio de critérios bíblicos. Para fazer isso apropriadamente, precisamos aproximar-nos das pessoas.

2) Temos de conhecer cada ovelha individualmente.
Devemos ter um conhecimento exato e amplo de cada ovelha. Não podemos fazer isso enquanto ficamos longe delas. Só podemos fazer isso por tomarmos tempo.

3) Temos de tomar passos definidos para garantir que cada ovelha seja cuidada.
Eis algumas sugestões:
Pregação
A maior parte de nosso trabalho pastoral é feito por meio de nosso ensino. Esse ensino precisa ser acessível a todos e discriminatório em suas aplicações.

A igreja
Precisamos ensinar à igreja o que “comunhão” realmente significa: é uma vida genuinamente compartilhada. Temos de nutrir isso. E precisamos, igualmente, manter as pessoas informadas do que está acontecendo na vida de outras pessoas.

O presbitério
Os presbíteros podem considerar cada ovelha como um indivíduo e realizar ação pastoral, organizar visitação proativa, orar juntos por todas as ovelhas e deixar os diáconos lidarem com o que obstrui o pastoreio do rebanho.

Você mesmo
Você pode:
Orar sistematicamente em favor de cada ovelha.
Ser uma “pessoa” do lugar.
Visitar reativa e proativamente.
Ser biblicamente hospitaleiro e ter uma casa aberta.
Enfatizar sua disponibilidade e mostrá-la antes e depois das reuniões.
Ver as pessoas por entrevistas e aconselhá-las com base na Bíblia.

Outras sugestões:
Uma classe separada para crianças que professam a fé.
Um grupo de crescimento.
Aulas de treinamento para homens jovens.
Discussão teológica.
Muito mais ensino interativo, para descobrir e atender áreas carentes de instrução.
Pregar sobre assuntos colocados em uma caixa de perguntas.
Deixar que uma visita pastoral determine uma série de sermões.
Acrescente a isso todos os contatos prudentes que mostram que você ama a pessoa e cuida dela.
Entre tudo isso, o principal é dar toda a sua atenção à pessoa que está diante de você. Também, chamadas telefônicas, notas, e-mails, momentos de oração juntos, visitas espontâneas, etc. – qualquer coisa que a pessoa possa entender como um evento importante em sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages