Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

sábado, 24 de setembro de 2011

AS PESSOAS MUDAM, MAS A HISTÓRIA SE REPETE (1 Re. 19:1-13)


A moda agora é: “não dá Senhor, vou abandonar tudo; não posso mais; não agüento mais; acho que o Senhor escolheu a pessoa errada; não tenho capacidade; vou desistir; procure outro melhor do que eu; não quero compromisso”.  Será que é tão simples assim? Não acredito que o Senhor, que nos conhece e sabe todas as coisas, faça uma escolha errada. Não acredito que Ele nos dê uma missão e nos abandone sem capacitar a nossa vida para cumprir a missão. Não acredito que Deus esteja alheio as nossas dificuldades, ou que permita uma provação maior do que podemos suportar, sem que junto com ela venha o escape.
            A história de Elias é totalmente contextualizada, com certeza aqui existem muitos “Elias”. A Palavra declara que Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós (Tg. 5:17). Após uma grande vitória, veio uma grande perseguição. Afinal de contas é normal que o inimigo furioso e invista contra nossa vida, mas ele jamais será vitorioso. E, por causa disso, Elias abateu-se a ponto de desejar a morte.
Gostaria apenas de lembrar que, essa foi à primeira dificuldade (desânimo), que         Elias enfrentou. É mesmo assim, em um momento estamos felizes e desafiados com o chamado, começamos dando tudo de nós; o Senhor realizando maravilhas, através das nossas vidas. Ficamos alegres e felizes, damos testemunhos e, de repente o ataque “boom”. Logo o medo, a angústia, o desânimo, a tristeza e o desespero, tomam conta do nosso ser e pensamos em abandonar tudo e desistir.
O que vem a nossa mente: “antes não era assim, quando você não era tão envolvido, estava tudo bem, agora está cheia de problema; você é muito jovem, para ter um compromisso, afinal de contas tem que cuidar da sua vida e da sua casa”. Acho que não preciso dizer quem é que coloca esse pensamento na sua mente. Nesse momento, a nossa vontade é abandonar tudo e desaparecer.
Mas para que Deus operasse na vida de Elias ele teve que ir a Horebe, que significa a presença de Deus (v.8). Muitos de nós, não queremos buscar o Senhor, com medo da resposta, por que sabemos o que o Senhor irá responder.
Quero destacar três ações importantes, que o Pai realiza em momentos como esse:
1.      ELE FALA CONOSCO
·         Mas para que Elias pudesse ouvir essa voz, ele teve que se acalmar. Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus (Sl. 46:10a);
·         Elias estava muito agitado, angustiado e desanimado. Esta situação é representada no v. 11 e 12, pelo vento, fogo e terremoto. Creio que era assim que estavam suas emoções; e
·         Mas, foi necessário parar para ouvir a voz de Deus, que estava falando com ele mansa e delicadamente. Um sussurro que se não estivermos atentos, não iremos ouvir. 
2.      RENOVA NOSSAS FORÇAS
·         Só que o Senhor, não deixa o seu servo ficar prostrado (Sl. 37:24). O Senhor enviou o seu Anjo, para animá-lo (v.5). O Anjo é um mensageiro e pode ser: o pastor, um líder ou um irmão;
·         Que com a Palavra representada pelo pão e pela água (v.6), irá nos alimentar e fortalecer, para continuarmos. Pois, Ela está em brasas, para nos aquecer, e consumir todo mau que nos assusta; e
·         Quase posso ouvir um sussurro do Espírito Santo em meu ser: não desista, eu sou contigo, seu trabalho não é em vão, tenho chorado contigo e enxugado tuas lágrimas.
3.      DÁ UMA VISÃO DO FUTURO
·         É em momentos como esse que o Pai revela o que quer conosco;
·         Nos versos 15 a 18, o Senhor fala o que Elias ainda tinha que realizar e mostra seu futuro. Em outras palavras, Deus fala para Elias que sua missão ainda não havia acabado.
Meus amados, momentos como o de Elias iremos ter. Mas, nestes momentos, devemos parar e ouvir a voz de Deus, buscar forças e renovação no Senhor e uma revelação do que Ele quer para nossa vida.

        Cândido Mário de Queiroz, pr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages