Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

domingo, 2 de outubro de 2011

O PODER DAS PALAVRAS

Já diziam Isolda e Milton Carlos em sua composição, “…Palavras são palavras E a gente nem percebe O que disse sem querer E o que deixou pra depois…”

Mais na verdade palavras não são palavras apenas, o que está por traz ou pela frente delas mostram uma realidade muito perigosa e comprometedora.

E isto é um fato não se pode mudar se por ignorância ou descuido, por prepotência ou arrogância elas vão cumprir o seu destino e sempre voltarão nos trazendo uma colheita boa ou má, não importando o modo ou a intenção elas sempre irão exercer o seu papel.

O problema as vezes esta exatamente na maneira como nós pensamos, “porque assim como você se imagina assim você será mas não podemos esquecer que as palavras não tem a sua origem na nossa mente e sim no nosso coração, é lá que se dá origem do esperado inesperado, “…porque a boca sempre fala do que está cheio o coração…”

É ali que surgem as catástrofes, as vinganças, as tolices, e as esperanças.

A palavra não é morta no seu sentido próprio, muito pelo contrário ela pode matar, não é carrasco mais ela pode bater, machucar e até deixar cicatrizes quase irreparáveis.

Com ela podemos louvar a Deus e aos homens e com ela denegrir, ofender, rebaixar e amaldiçoar.

Até a falta delas pode nos paralisar, são aquelas que dão origem ao desprezo, ao ato de ignorar o outrem por simples e medíocre prazer de nos vingarmos.

E assim sermos justificados, condenados, purificados, abençoados, e consolados, rechaçados, elogiados, atemorizados, ou enganados.

Palavras podem ser açucaradas amáveis ou amargas aguçadas e venenosas. Num instante elas destroem o que levou anos para construir e colaboram na construção da vida que tem o seu início no b a bá.

Elas nos separam e nos unem dependendo das nossas razões, opiniões, e sugestões.

Então fica claro que palavras não são só palavras, elas são o conteúdo do que pode anteceder a ação, e a reação, a intenção e até a superação.

Na verdade elas são sementes que plantamos todos os dias em todas as horas em qualquer lugar.

Hoje comemos dos frutos de nossas palavras semeadas ontem.

Hoje temos este poder em nossos lábios, que possamos ponderar antes que seja tarde, antes que seja pouco, antes que não haja mais palavras, não por opção mais por inabilidade do nosso ser, quando não poderemos mais construir e nem sugerir, quando a boca de todos nós se calará para um mundo que um dia foi criado pelo poder das palavras soberanas do no nosso Deus e Pai.

Wagner Salles – setembro de 2011

Fonte: http://prwagnerdesalles.wordpress.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages