Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Quando Nos Sentimos Sós

Por Robert J. Tamasy


Jamais esquecerei minha primeira viagem a Europa! Como ia participar da Convenção Mundial do CBMC, em Rothenburg ob der Tauber, Alemanha, fiz arranjos para viajar uma semana antes e juntar-me em Budapeste aos meus tios, viajantes experientes. Estava entusiasmado para ver o país onde nasceram meus avós e visitar Giessen, Alemanha, onde nasci quando meu pai servia ao exército americano. 
 
O voo de Atlanta decorreu sem incidentes. Mas quando aterrissamos em Stuttgart, Alemanha, o piloto avisou que o avião estava com problemas mecânicos e não poderia seguir a Budapeste. Os passageiros seriam levados a Frankfurt, a fim de conseguirem um voo alternativo. 
 
Nunca me senti tão só! No ônibus para Frankfurt, ouvindo as pessoas conversar animadamente em alemão, eu mal entendia uma palavra. “Como vou saber de que modo conseguirei voo para Budapeste?”, pensei. “E como meu tio vai saber quando eu desembarcar? E se ele não estiver lá, o que farei? Também não falo húngaro!”
 
Como pode imaginar, essa primeira experiência internacional me encheu de ansiedade. Ao final, todas as minhas preocupações foram solucionadas. Aproximei-me de outros viajantes que falavam inglês e recebemos instruções sobre nossa conexão. Quando cheguei a Budapeste, meu tio, americano que falava fluentemente húngaro me esperava, embora eu tenha chegado com várias horas de atraso. 
 
Você já experimentou algo assim? Talvez você tenha estado em meio a um grande projeto e sentiu-se isolado, sozinho,
sem ninguém a quem pedir ajuda. Ou pode ter lutado com alguma difícil questão pessoal sozinho, como turbulência no casamento, filho seriamente doente, delicados problemas financeiros ou crise na carreira. Como você se sentiu?
 
Aprendi que a Bíblia oferece animadoras propostas sobre o que devemos fazer em momentos de “total solidão”:
 
Nunca estamos sós. Podemos estar em uma multidão de milhares de pessoas e, ainda assim, nos sentirmos sós. Podemos não ver um só rosto familiar, mas Deus promete estar com Seus seguidores, onde quer que estejam. “Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a Minha mão direita vitoriosa”  (Isaías 41.10). 
 
Deus jamais nos abandona. Durante nossa vida, inevitavelmente nos confrontaremos com incertezas, às vezes com momentos aterradores. Mas Deus promete permanecer com Seus filhos, não importando as circunstâncias. “Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados... O Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará” (Deuteronômio 31.6).
 
Não escapamos de Deus. Há um ditado que diz: “Você pode fugir, mas não pode se esconder”. A Bíblia diz que isso é verdadeiro em relação a Deus. Podemos estar perdidos numa grande cidade desconhecida, sozinhos em um quarto de hotel ou em nossa mesa de trabalho, sentindo-nos sobrecarregados. Não importa onde: Deus promete estar ali conosco! “Para onde me irei do Teu Espírito? Para onde fugirei da Tua face? Se eu subir ao céu, Tu aí estás; se fizer nas profundezas a minha cama,Tu ali também estás” (Salmos 139.7-8).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages