Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O tratamento do Pai

Meu filho é ainda pequenino. Eu o amo demais! Como mãe, gostaria de poder evitar todo tipo de sofrimento para ele. Algumas vezes, tenho a sensação de que se fosse possível eu o colocaria no ventre de novo somente para protegê-lo. Criar Emanuel tem me ensinado muito sobre o amor de Deus.


Certo dia ele amanheceu com uma assadura terrível. Eu precisava limpá-lo rapidamente, pois se continuasse com a fralda suja só iria piorar. Meu Deus, como ele chorou! Gritava, endurecia as perninhas. Olhava para mim desesperado como se não entendesse por que eu o estava machucando. Para ele, o ato da limpeza era uma violência. Tocar nas feridas sempre dói.


Mas eu só quero o melhor para ele. Ainda que me custe ver suas lágrimas, eu preciso cuidar dele da maneira correta. Afinal, eu sei o que acontecerá depois: sua pele será curada e ele voltará a sorrir.


A Bíblia diz que nossa fé em Jesus Cristo nos tornou filhos de Deus. Isso é tremendo! E o nosso relacionamento com este Pai Celestial é bastante semelhante ao que vivo com meu filho. Deus sabe o que é melhor para nós e aplica tratamentos que não conseguimos compreender. Ele toca em feridas profundas e isso dói. Gritamos, esperneamos emocionalmente. Murmuramos e nos sentimos até mesmo “traídos” por Deus.


Mansamente, Ele assiste ao choro compreendendo que para nós aquela experiência é conflituosa. Porém, Ele não cede. Prossegue mexendo, pois Ele conhece o futuro. O Senhor pode contemplar em nós um coração sarado, livre de rancores e ressentimentos; vislumbra nossa mente amadurecida, nosso espírito revigorado. Em nosso rosto, vê um semblante feliz, refletindo a saúde da alma.


É possível que você esteja em meio a um doloroso tratamento de Deus e não consiga compreender. Como Jó, o chão está sendo tirado de debaixo dos seus pés. Notícias ruins, orações não respondidas, diagnósticos assustadores ou decepções. Não dá para achar o amor de Deus nesse caos? É a crise. Ela vem e não há como fugir. Porém, ela nunca vem em vão. Há um propósito para toda dor que enfrentamos.
Se um bebê suja as fraldas muitas vezes num dia, sua pele pode reter contaminação e assar. Nossas “fraldas” também se sujam. Eu não estou louca. Nós também nos contaminamos ao longo da vida. E quando não tratamos bem cada fato quando ele ocorre, vamos acumulando “sujeirinhas”. O resultado disso é a identidade perdida, alegria minada e ausência de brilho no olhar. As coisas vão ficando fora de lugar na nossa vida. E então, o Pai precisa dar uma sacudida ou permitir que algo promova isso, visando recolocar nossas vidas dentro do padrão da “Organização Celestial de Saúde” emocional.


Permita o tratamento de Deus. Se entregue aos métodos do Pai! Ele tem um propósito perfeito para isso. Tudo que ocorre em sua vida vai cooperar para o seu bem. Tão somente acalme-se, confie tudo nas mãos do Senhor e espere o melhor que somente um Pai sabe preparar para seus filhos.


Vamos passar pela moenda mesmo, então, que aprendamos tudo que ela visa nos ensinar! Para que completemos o processo colhendo frutos de cura, renovo e restauração completa.


Vai valer a pena se render a Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages