Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

A GRATIDÃO É A MEMÓRIA DO CORAÇÃO

BENDIZE, Ó MINHA ALMA, AO SENHOR, E NÃO TE ESQUEÇAS DE NENHUM SÓ DE SEUS BENEFÍCIOS”!! (Salmo 103:2)

Poucas coisas doem mais que a ingratidão! O esquecimento de um socorro em hora difícil.
A ingratidão tem gosto amargo, ácido. O Senhor Jesus, ao perdoar uma pecadora na casa de um religioso (Simão), foi educadamente criticado. Sua resposta foi eterna e linda: “Aquele (a) a quem muito é perdoado, este (a) muito ama”!
Davi sabia a profundidade do abismo onde caíra! Davi sabia a que distância estivera da Casa do Pai!
Davi sabia a extensão e a profundidade do perdão recebido!!
Não podia esquecer os benefícios de Deus na sua vida!!
Ingratos cobram, acham sempre pouco, ou, afirmam ter sido obrigação a ajuda que receberam!
O coração grato tem memória sem fim, carrega nos lábios um cântico de louvor!
E nós?
Uma boa sugestão é fazer o que fez Asafe (Salmo 77): Olhar para trás, para o caminho percorrido, e ver o quanto “Deus já fez”!
Temos facilidade para gravar dores e dificuldade para memorizar socorros em horas difíceis.
Davi adora e diz pra si mesmo: “BENDIZE... NÃO TE ESQUEÇAS DE NENHUM SÓ DOS SEUS BENEFÍCIOS”!
Querido (a), bendizer, é dizer bem!
Faça hoje um exercício de memória, e, comece a relacionar bênçãos de Deus na sua vida!
É goleada!
Uma senhora foi ao meu gabinete e a tônica da sua conversa eram queixas, reclamações, amarguras, e até raiva de Deus!
Pedi que falasse das bênçãos.
Ela parou um pouco, fitou-me tristonha e disse: “não lembro nenhuma”!
Sugeri que começasse a escrever numa folha em branco (escrever ajuda à memória)!
Ela, com relutância o fez!
Lentamente!
Parava, meditava, e, escrevia.
Distrai-me enquanto ela escrevia, e, de repente ela chamou-me e fez um pedido: “O senhor me consegue mais umas folhas”?
Confesso que lágrimas quentes rolaram pela minha face!
Estavam lá, as bênçãos.
Gravadas no coração, mas encobertas pela poeira do sofrimento, das dores, dos gemidos!
Até hoje tenho escrito sobre promessas, esperança, etc.
Cada dia vejo mais desses tesouros. Parece inesgotável a Palavra de Deus!
Hoje, meu convite é diferente: Pare um pouco, olhe para trás e, como diz o velho hino: “Conta as bênçãos, conta quantas são...e verás surpreso quanto Deus já fez”!
Ao deitar hoje, faça do seu travesseiro um altar, conte as bênçãos, compare com as dores e durma em Paz!

(Por favor, não esqueça,  de nenhum só dos Seus benefícios)!

       + D. A. Ximenes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!

Pages