Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas. Mas eles disseram: Não andaremos nele. Jr. 6:16

"Estou crucificado com Cristo" "Ich bin Mit Cruscificado Christus" "Yo estoy crucificado con Cristo" "Ik ben gekruisigd met Christus" "Я являюсь распят со Христом" キリストと共に十字架につけられています。Je suis crucifié avec le Christ 我是與基督釘在十字架上 אני ונצלב עם המשיח

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Discípulos ajudam outros a seguirem Jesus


Ao seguirmos nosso Senhor, rapidamente aprendemos que parte da imitação é replicação. Ter um relacionamento pessoal com Jesus é magnífico, mas é incompleto se termina em nós mesmos. Parte de ser seu seguidor é intencionalmente ajudar outros a aprenderem dele e se tornarem mais parecidos com ele. Como um amigo meu disse, “Se você não está ajudando outras pessoas a seguirem Jesus, eu não sei o que você quer dizer quando afirma estar seguindo Jesus”. Ser seu seguidor é ajudar outros a seguirem-no.
Ser um discípulo que faz discípulo ocorre de duas maneiras em particular. Primeiro, somos chamados a evangelizar. Evangelismo é dizer a pessoas que não seguem Jesus o que significa segui-lo. Nós fazemos isso ao proclamar e adornar o evangelho em nossa vizinhança e entre as nações (Mateus 28.19-20). Nunca podemos esquecer que Deus nos colocou em nossas famílias, locais de trabalho e círculos de amizade a fim de proclamarmos o evangelho da graça àqueles que estão destinados ao inferno à parte de Cristo. Nós devemos ajudar as pessoas a aprenderem como começar a seguir Jesus.
O segundo aspecto de fazer discípulos é ajudar outros crentes a crescerem em semelhança a Cristo. Jesus planejou a sua igreja como um corpo (1 Coríntios 12), um reino de cidadãos e uma família que ativamente edifica uns aos outros até a plenitude de Cristo (Efésios 2.19; 4.13, 29). Somos chamados a instruir uns aos outros sobre Cristo (Romanos 15.14) e a imitar aqueles que estão seguindo a Cristo (1 Coríntios 4.16; 11.1; 2 Tessalonicenses 3.7, 9). Enquanto discípulos, devemos intencionalmente nos deixar gastar por outros discípulos para que eles também possam se deixar gastar por outros (2 Timóteo 2.1-2).
Discípulos intencionalmente constroem relacionamentos
Discipulado não é algo que simplesmente acontece. Nós precisamos ser intencionais em cultivar relacionamentos profundos e honestos nos quais possamos fazer bem espiritual a outros cristãos. Embora possamos ter relacionamentos de discipulado em qualquer lugar, o lugar mais natural para que eles se desenvolvam é a comunidade da igreja local. Na igreja, os cristãos são ordenados a se reunirem regularmente, a estimularem uns aos outros a serem semelhantes a Cristo e a protegerem uns aos outros do pecado (Hebreus 3.12-13; 10.24-25).
Os relacionamentos de discipulado que brotam desse tipo de comunidade comprometida devem ser tanto estruturados como espontâneos. Ao estudarmos a vida de Jesus, vemos que ele ensinava formalmente seus discípulos (Mateus 5-7; Marcos 10.1), enquanto também permitia que eles observassem sua obediência a Deus à medida que viviam juntos (João 4.27; Lucas 22.39-56).
Do mesmo modo, alguns de nossos relacionamentos de discipulado devem ser estruturados. Talvez dois amigos decidam ler um capítulo do Evangelho de João e então discuti-lo durante um café ou um treino na academia. Talvez dois homens de negócios leiam a cada semana um capítulo de um livro cristão e, então, conversem sobre ele no sábado, durante uma caminhada pela vizinhança com seus filhos. Talvez dois casais se encontrem uma vez por mês, à noite, para conversar sobre o que a Bíblia diz acerca do casamento. Talvez uma piedosa senhora convide uma moça solteira mais jovem à sua casa, na tarde de uma terça-feira, para orar e estudar uma biografia cristã. Talvez uma mãe passe algum tempo no parque com outras mães, a cada semana. Independentemente do formato, parte do nosso discipulado deve envolver momentos agendados de leitura, oração, confissão, encorajamento e desafio a que outros cristãos se tornem mais parecidos com Cristo.
O discipulado também pode ser espontâneo. Talvez amigos vão juntos ao cinema e, depois, tomem um sorvete enquanto comparam a mensagem do filme com o que a Bíblia diz. Talvez um pai e um filho se sentem na varanda e reflitam na glória de Deus sendo demonstrada em um pôr-do-sol. Talvez você convide visitantes da igreja para almoçar e pergunte a cada um como eles vieram a conhecer a Cristo.
Nós sempre devemos ser intencionais, mas nem sempre precisamos ser estruturados. De fato, Deuteronômio 6 nos mostra que o discipulado acontece “assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” (v. 7). Cada momento apresenta uma oportunidade para discutir quem Deus é e o que ele está fazendo. Uma vez que nós estamos sempre seguindo Jesus, nós sempre temos a oportunidade de ajudar outros a segui-lo também.

Deus quer reavivar em nós a chama que antes havia

Deus quer reavivar em nós a chama que antes havia, a chama que fez cristãos serem devorados por leões glorificando a Deus, a chama que fez cristãos serem mortos a fio da espada sabendo que o que os esperava era um lar celestial pois tinham cumprido a carreira.
E nós, temos realmente certeza da nossa salvação, ou estamos como filhos pródigos distantes achando que por cumprir “rituais” religiosos aos domingos, ou porque simplesmente frequentamos uma igreja estamos cumprindo o ide do Senhor?!
Examine-se a si mesmo e responda: Deus realmente tem se agradado de suas atitudes? Ainda da tempo de mudar, ainda dá tempo de restaurar o altar, ainda dá tempo de se arrepender e voltar as obras do primeiro amor.
Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.
Efésios 5:14

sexta-feira, 24 de abril de 2015

POESIA – HOMEM E MULHER Autor – Sidnei Moraes – Rio Bonito

"Existem certas pessoas
Carentes de entendimento

Que acham que não foi Deus que criou o casamento
A princípio lhes parece
Não ser conveniente
Unir dois seres avessos
De fato bem diferentes
Mas nós que somos cristãos
E temos boa memória
Sabemos bem como começou esta história
Adão andava ocupado trabalhando com capricho
Se esforçava o dia inteiro
Só pensando em nome de bicho
Era tigre, porco, tatu
Alce, macaco, leão
Adão andava inspirado
E foi mesmo abençoado
Com tanta imaginação
Mas é possível que o sujeito
Também tenha reparado
Que todo animal macho tinha uma fêmea do lado
E Deus por demais atento
Sondando-lhe o coração
Decidiu que era preciso
Por um fim a solidão e disse:_ Adão filho querido, não quero te ver tão só
Far-lhe-ei uma companheira
Uma joia de primeira
Da costela e não do pó
E pondo Deus em ação aquilo que pretendia
Nocauteou o Adão
Dando início a cirurgia
Deus cortou-lhe o osso
Pondo carne no lugar
Assim fez a princesa
Esperando o Adão acordar
Quando Adão acordou daquele sono pesado
O corte da cirurgia já tinha cicatrizado
Deus tomou a varoa e entregou a Adão
E ouviu-se um brado com a seguinte exclamação:
Esta é carne da minha carne, e osso do meu osso
E Adão foi pra galera e foi aquele alvoroço
E a partir daquele dia
O homem bem mais ocupado
Deixou pra trás muito bicho
Sem nome catalogado
Até hoje rola um papo
Bem machista e corriqueiro
Que o homem é mais importante
Por que foi feito primeiro
As mulheres se irritam
E afirmam de arma em punho
Que a vinda da obra prima vem sempre depois do rascunho
Mas há homens que falam
E até os que acredite
Que Deus fez Adão primeiro
Pra Eva não dar palpite
Mas isso é irrelevante
Pro sucesso da vida a dois
Pra ser feliz não importa
Quem veio antes
Ou quem veio depois
Porque Deus fez tudo perfeito
E discorde quem quiser
Mas o melhor da mulher é o homem
E o melhor do homem é a mulher."

quarta-feira, 22 de abril de 2015

POR QUE VOCÊ ESTÁ TRISTE? Salmo 42:5

ESSA TEM SIDO UMA PERGUNTA QUE MUITOS FAZEM A SI MESMO: POR QUE ESTOU ASSIM TÃO TRISTE HOJE? A QUESTÃO É QUE NA MAIORIA DAS VEZES, SÓ LEMBRAMOS DO (S) MOMENTO (S) DE TRISTEZA. A PALAVRA DECLARA EM LAMENTAÇÕES 3:21: "EU TENHO QUE TRAZER A MEMÓRIA AQUILO QUE ME TRAZ ESPERANÇA". PRESTE ATENÇÃO NA ATITUDE QUE O SALMISTA MOSTRA QUE DEVEMOS TER EM MOMENTOS COMO ESSE, MAS PARECE QUE EM MOMENTOS DIFÍCEIS DÁ ALGUM TIPO DE AMNÉSIA. ESQUECEMOS DE TUDO QUE JÁ VIVEMOS E PASSAMOS COM DEUS, DE TODOS OS MILAGRES QUE ELE FEZ E DE TODOS OS LIVRAMENTOS QUE ELE NOS DEU. AQUI IMAGINO QUE O SALMISTA ESTAVA FALANDO DE ALGUÉM QUE ESTAVA COMO SE OLHANDO NO ESPELHO E VENDO SEU SEMBLANTE CAÍDO PELA DOR. GERALMENTE O ESPELHO É USADO PARA ADMIRAR A BELEZA, COMO EM UM CONTO DE FADAS: ESPELHO, ESPELHO MEU...SÓ QUE AO CONTEMPLAR SEU REFLEXO ELE CONSTATA UMA GRANDE PERTURBAÇÃO: "POR QUE ESTÁS ABATIDA, Ó MINHA ALMA, E POR QUE TE PERTURBAS DENTRO DE MIM?" EXISTEM MOMENTOS EM NOSSAS VIDAS QUE A TRISTEZA PARECE QUE VAI NOS MATAR, A DOR É UMA TORTURA TERRÍVEL E SEM PRAZO PARA O TÉRMINO. QUERO LEMBRAR O QUE ESTÁ ESCRITO NO SALMO 30:5 "O CHORO PODE DURAR UMA NOITE, MAS A ALEGRIA VEM PELA MANHÃ". ASSIM COMO A ALEGRIA NÃO DURA PARA SEMPRE, A TRISTEZA TAMBÉM NÃO. HAVERÁ MOMENTOS EM SUA VIDA QUE VOCÊ NÃO TERÁ AO SEU LADO SEU PASTOR, SEU PAI, SUA MÃE, SEU MELHOR AMIGO. VOCÊ ESTARÁ SOZINHO (A). É EXATAMENTE EM UM MOMENTO COMO ESTE QUE VOCÊ TERÁ QUE MINISTRAR PARA VOCÊ MESMO: ESPERA EM DEUS, POIS AINDA O LOUVAREI!! ALELUIA!!! ESSA FOI UMA ATITUDE OTIMISTA E SINCERA AO MESMO TEMPO. ELE IDENTIFICOU O PROBLEMA, NÃO NEGOU A TRISTEZA, MAS AO MESMO TEMPO VEIO COM A SOLUÇÃO. A SOLUÇÃO ESTÁ EM ESPERAR EM DEUS. QUEM ESPERA EM DEUS NÃO SE CANSA, DIZ O DITADO POPULAR. E EM 2 PEDRO 3:9 "O SENHOR NÃO RETARDA A SUA PROMESSA, AINDA QUE ALGUNS A TÊM POR TARDIA...". DEUS NÃO CHEGA ATRASADO, ELE NÃO DEMORA OU SE ESQUECE, ELE CHEGA NO MOMENTO CERTO, NO TEMPO DELE. O QUE NÓS TEMOS QUE FAZER QUANDO CONTEMPLAMOS AS NOSSAS ESTREITEZAS É: 1) TRAZER A MEMÓRIA O QUE NOS TRÁS ESPERANÇA (EXPERIÊNCIAS COM DEUS) E 2) DECLARAR SOBRE NOSSAS VIDAS A ESPERANÇA QUE TEMOS EM DEUS, PORQUE ELE NÃO É HOMEM PARA MENTIR OU FILHO DO HOMEM PARA QUE SE ARREPENDA (NÚMEROS 23:19). ELE É DEUS. CONFIE NELE, ESPERE NELE, ENTREGUE TUDO A ELE E O MAIS ELE FARÁ (SALMO 37:5). 
MÁRIO, pr

Pages